• Mikio

Uma história de Marketing e Vendas

Hoje vou contar uma história que aconteceu na realidade e foi um grande laboratório de Marketing e Vendas.para mim, um grande teste.




Uma vez, bem no começo da minha jornada profissional, um “Coach” me perguntou como estavam as minhas vendas, e eu respondi que abaixo do que eu esperava e necessitava... na sequência ele me perguntou, quantas pessoas da minha família sabiam o que eu fazia... eu, depois de alguns segundos, respondi alguns nomes, parentesco... foi quando veio o primeiro golpe... ele comentou, poucas né? (Um jab) E já emendou como você quer vender se nem a sua família sabe o que você faz? (esse foi um direto).


Na sequência ele me perguntou, você fez cartões de visita? Quantos vc fez? Eu disse que sim, uns 200 (duzentos) aí ele me falou para o knockout (nocaute ou KO) final e encerrar a surra, faça 2.000 (dois mil) e depois que vc entregar estes cartões pessoalmente suas vendas vão estar bem, talvez até um pouco antes se vc tiver sorte!


Não foi tão violento assim, e eu tentei justificar que era para não desperdiçar e etc., mas ele insistiu e disse que era quase o mesmo preço fazer 2.000 do que 200 e no final, para encurtar a história, me fez garantir que tentaria fazer o que ele tinha pedido, entregar 2.000 cartões pessoalmente!


Nem fiz muitas contas, só mandei fazer os cartões (Realmente o valor não era muito diferente do que fazer 200) e comecei entregar os cartões para todo mundo que eu conhecia, é lógico que para alguns eu tive que explicar o que faz um Consultor de Marketing Digital mas após algumas vezes (muitas na verdade) fui descobrindo como explicar de uma forma clara e concisa o que eu fazia e para que servia o que eu fazia. Quando eu resolvi fazer as contas eu vi que tinha entregue uns 200 cartões em poucos meses e pensei que ia ser moleza concluir o desafio...


Foi quando eu percebi que a maioria das pessoas que eu conhecia já sabia o que eu fazia e consegui até fazer as minhas primeiras vendas, mas eu precisava mais... e ao mesmo tempo, fui percebendo que tinha menos tempo porque agora tinha que atender alguns clientes e já não estava mais tão fácil encontrar alguém para quem ainda não tinha entregado o meu cartão.


No meio da minha jornada eu tive que ajustar o meu preço, revisar os meus produtos, ultrapassar a barreira da desconfiança de clientes que não me conheciam e continuar fazendo e entregando os meus cartões. Por vezes cheguei a ficar em dúvida se estava no caminho certo e até pensei em desistir, mas olha a sorte que o meu treinador falou, aparecendo! Sempre acontecia alguma coisa que me fazia tentar mais um pouco, uma venda, um elogio, uma indicação, um aumento de consultas ou até um local para “distribuir” meus cartões...


Alguns atalhos me foram oferecidos, algumas facilidades, algumas distrações como promessas de valores maiores, menos trabalho ou até de parcerias e sociedades, mas na verdade como eu disse, umas distrações que tiraram o meu foco e atrasaram um pouco a minha jornada.


Mas nem só coisas ruins cruzam o nosso caminho, olha a sorte aí de novo, descobri boas ferramentas, aprendi muito sobre o que dá mais certo para o meu negócio, aprendi muito sobre os meus clientes, encontrei bons parceiros, bons amigos, bons locais para distribuir cartões, testei várias estratégias, fiz algumas boas vendas e;

Hoje, olhando para trás, percebi que em algum momento eu parei de contar quantos cartões eu entreguei, mas com certeza já foram muito mais que os 2.000 cartões do início. A maioria entregue para as pessoas que não precisavam do meu serviço ou de forma equivocada, no momento errado, mas com certeza um bom número de pessoas hoje sabe o que eu faço e para que serve o que eu faço.


Mas assim é o Marketing, comunicar ao maior número de pessoas o que você faz e para que serve o que você faz. Não foi fácil até aqui, e com certeza ainda tenho muitos desafios pela frente para chegar onde eu quero...


Mas a grande lição é que a jornada, pode parecer fácil e em alguns momentos pode parecer impossível em outros, mas tem que ser feita, dá trabalho, tem que persistir, ajustar as estratégias, tentar novamente e seguir em frente para atingir os nossos objetivos, ultrapassar nossos limites e porque não dizer, atingir as metas de vendas!


Pergunto, vc já entregou seus 2.000 cartões?

Um abraço e até a próxima!