• Mikio

Você tem uma máquina de fazer dinheiro? Como ela funciona?


Nestes anos que estou no mercado, tomei gosto por procurar entender as empresas, como elas surgem, crescem e porquê elas morrem; acabei empiricamente chegando em algumas conclusões que para mim e meu negócio são muito valiosas para avaliar o estágio do negócio de meus clientes bem como o que posso oferecer de serviços.

Eu já tive algumas empresas e hoje tenho uma agência que vou chamar aqui de minha máquina de fazer dinheiro (máquina), acho que é uma boa associação e muito fácil para os empresários se identificarem e acompanhar o meu raciocínio.

Pelo que pude observar, a grande maioria destas máquinas nasce pela necessidade de gerar um resultado financeiro (fazer dinheiro), uma necessidade básica de geração de renda. É claro que existem máquinas com outro propósito, mas não é delas que vou me referir aqui. Bom, como eu já disse, na maioria das vezes elas são criadas por necessidade, sem muito critério, planejamento e estratégia, talvez por isso a grande maioria não sobrevive aos primeiros anos. Mas a urgência pelo resultado é grande e os negócios nascem assim, meio bagunçado, se equilibrando, matando os leões do dia. (Um velho amigo diria: “Que venha logo o primeiro!”)

Quando a gente pensa em uma máquina, é fácil imaginar que ela cria ou transforma alguma coisa (pode ser uma ideia também), e portanto, precisa partir de um ponto inicial, de uma matéria prima, uma entrada de insumos. Trabalha esse insumo e gera, na saída, um produto ou serviço que precisa ser útil para as pessoas (Físicas ou Jurídicas), precisa agregar algum valor senão, estas pessoas não tem motivo para pagar pelo o que o seu negócio produz e se a sua máquina não está fazendo dinheiro, não está funcionando! Parece obvio, mas essa é a ideia, fazer a gente pensar ou lembrar do óbvio.

O grande problema é que as coisas mudam o mercado muda, o cliente muda, a tecnologia muda, até as necessidades mudam e de uma hora para outra sua máquina pode começar a falhar, e se alguma coisa não for feita ela pode parar de vez. Na maioria das vezes é como as empresas morrem, deixam de ser úteis e acabam sendo substituídas por outras.

Já falei como eu enxergo que na maioria das vezes as empresas nascem e morrem mas e quando elas estão crescendo e se desenvolvendo?

Se sua máquina está funcionando bem, você tem consciência da utilidade dos seus produtos e serviços e seus clientes estão pagando para receber os benefícios... Bom aí é manter não é? “Em time que está ganhando não se mexe”. Mas é importante ”azeitar” a máquina para ela continuar ajudando seus clientes, e ficar de olho nas mudanças para fazer os ajustes necessários e continuar fazendo dinheiro.

Procurar sempre novos clientes também é importante, através deles a gente vai percebendo as mudanças e vai se ajustando as novas necessidades, vai medindo e fazendo correções se necessário. E por último, cuidar dos custos também é importante, afinal o resultado final é o que importa, e se existe uma forma mais econômica de chegar no mesmo lugar melhor.

Bom, em resumo é isso e seja em que estágio que a sua máquina esteja não dá para relaxar, cada fase tem seus problemas e algumas soluções e é o que nós aqui da Officina do Marketing fazemos, desde uma ajuda para divulgar o seu negócio na fase inicial, passando por uma modernização na forma que a sua empresa se divulga, até a busca de novos clientes na internet, as vendas através de plataformas de e-commerce e anúncios nos motores de busca e mídias sociais.

Se precisar de uma ajuda ou alguma coisa que esteja ao nosso alcance dê uma ligada para nós. No mínimo um bom papo eu garanto!


Um abraço e até a próxima